Logomarca Diário do Bem - Site de Boas Notícias

Proprietário de cafeteria coloca placa em frente ao estabelecimento garantindo descontos para os clientes que forem gentis com os funcionários

O preço do café baixa para os clientes que trocarem palavras gentis com os funcionários, como olá e por favor.

Por
em Boas notícias

Por menores que sejam, pequenos gestos são capazes de mudar o dia, a rotina e a vida de alguém. Pensando nisso, o barista Austin Simms, de Roanoke, Virgínia (EUA), decidiu implantar novas regras ao atendimento do seu estabelecimento.

Mesmo que acordasse com toda a boa vontade de atender os seus clientes, Austin notou que alguns clientes não tinham a mesma disposição em retribuir um simples ‘bom dia’, por isso, escreveu algumas frases de efeito em frente ao seu estabelecimento, o CUPS Coffee & Tea.

Em uma placa, Austin divulgou valores adaptados dos cafés, com as seguintes frases:

“Um pequeno café”

$ 5,00

“Um pequeno café, por favor”

$ 3,00

“Olá, gostaria de um pequeno café, por favor"

$ 1,75”.

Dessa maneira, Austin reforça que o mais importante, por mais corrido que seja um dia, são as relações humanas e quão grande é o poder de poucas palavras para reforçar o respeito e o elo afetivo entre as pessoas.

O marketing, por mais singelo que fosse, chamou a atenção da clientela, da comunidade e da mídia, que passou a divulgar as frases de efeito.

A iniciativa também repercutiu nas redes sociais e também foi divulgado no site Inspire More, inspirando mais pessoas a praticarem a gentileza no dia a dia, independente dos lugares que elas estiverem.

“Decidi, porque preciso resolver todas as injustiças do mundo, começar a cobrar mais por pessoas que não perderam tempo para dizer olá e se conectar e perceber que somos pessoas atrás do balcão”, disse Simms à WDBJ.

Que bela iniciativa, né? Tenho certeza que deixou os clientes felizes e atraiu mais pessoas a gentil cafeteria!

Jovem (mais na idade do que na postura), curiosa (quem, o quê, onde, como, quando e por quê), analítica (sempre em busca de respostas), e estudante de jornalismo. Com sede de conhecimento, tem calafrios de rotinas monótonas e repetitivas. É ainda, inconformada com mais do mesmo, buscando dessa forma, descobrir o seu lugar no mundo. Prazer, sou Ana Caroline Haubert, gaúcha lá de Passo Fundo. Sugestões, críticas, pautas e opiniões são bem-vindas no meu email: caroline_hauber@hotmail.com